Mastite versus Dutos Obstruídos: quais as diferenças e como tratar

Oi meninas,
Recebemos muitos questionamentos sobre esses dois assuntos que assustam muitas
mamães. Vamos então tentar esclarecer nesse texto o máximo possível sobre a
mastite e os dutos obstruídos.

 

A Mastite é um processo inflamatório da mama que pode estar acompanhado de
infecção, e é uma complicação bastante comum na lactação chegando a atingir até
36% das mulheres!


Qualquer coisa que dificulte a saída do leite pela mama pode causar a mastite. Estão
entre as causas mais comuns o bloqueio de ductos: produção excessiva de leite, pega
errada, sucção não eficiente, esvaziamento incompleto e restrição de duração e
frequência das mamadas. Quando a causa não se resolve, o processo inflamatório e o
crescimento bacteriano se instalam. É bem comum ocorrer mastite na segunda ou
terceira semana pós-parto. Os sinais são bem claros: mama vermelha, quente, inchada
e muito dolorida, febre e dores no corpo. Uma avaliação por um mastologista deve ser
feita o quanto antes para que o tratamento seja instituído. 


- Esvaziamento adequado da mama pela amamentação e/ou ordenha. Atenção: A
Mastite não contra-indica a amamentação, mas se a mãe referir uma dor importante
pode ser necessário um período de interrupção. 


- Antibiótico apropriado. 


- Analgesia adequada!


- Calor úmido para facilitar a drenagem do leite e alívio da dor e a terapia ajuda
bastante a melhora do processo.


- Repouso. 


- Ingestão adequada de líquidos. 


- Soutien firmes de alças largas.


- Apoio familiar!


- Apoio médico: Pediatra + Mastologista! 

 

Já a obstrução de ductos é um processo menos comum, porém bastante doloroso
também onde percebe-se uma bolinha branca no mamilo. A dor durante a sucção é
bastante incômoda. Ocorre principalmente quando alguma parte da mama não é
esvaziada durante a mamada. É importante observar a pega e trocar o bebê de posição
durante as mamadas para que todos os quadrantes sejam adequadamente esvaziados. A aplicação de calor local também oferece alívio. Atenção: as compressas devem ser mornas! Nunca quentes!!!!!!!

 

E nunca se esqueça, para qualquer dúvida consulte sempre um profissional de saúde!


Boa amamentação!

Tags:

(*) Campos obrigatórios